O prestígio da clarineta

 

As possibilidades harmônicas, o grande controle de dinâmicas que o instrumento permite, a grande agilidade, a grande extensão de notas, a sua natureza de timbres e o poder sonoro dão à clarineta uma posição de destaque nas orquestras atuais. Alguns dizem que é o "violino das madeiras", em razão das virtudes mencionadas acima. No entanto, a clarineta ainda não é um instrumento perfeito e algumas notas ainda apresentam sérios problemas de afinação, mesmo com todo o trabalho iniciado pelo flautista Boehm, que foi adaptado posteriormente para os demais sopros.

O sistema Oehler é, hoje, considerado o mais apropriado para a clarineta, já que resolveu a maior parte dos problemas deste instrumento, mas, ainda assim, não é perfeito, pois acarretou uma perda de brilho ao timbre natural da clarineta. Enquanto o sistema Boehm, apesar de manter alguns desses problemas, mantém o brilho particular deste instrumento.

O controle dessas imperfeições cabe ao músico, e isso ajuda a tornar a clarineta um instrumento desafiador. Quem se interessar em tocar clarineta, saiba que precisará de muito empenho e dedicação, mas saiba também que irá se encantar com a beleza desse instrumento.

clarinete

Double Sax and Clarinet

Não deixem de assistir esse vídeo, é muito interessante!!!

 

Super Mario Brothers Theme Clarinet Quartet

 

 

Menny Goodman

Menny Goodman

Para um garoto que gostava de jazz, Chicago era uma ótima cidade para se crescer. Músicos que haviam saído de New Orleans rumo ao norte por volta do início do século passado, e começo dos anos 20, gigantes como “Jellyroll” Morton, Sidney Bechet, “King” Oliver e Louis Armstrong mudaram-se para Chicago,  fazendo história.
Garotos que prestaram atenção a este desenvolvimento fizeram sua própria história em alguns poucos anos – Bud Freeman, Davie Tough, Eddie Condon, Milt Mesirow (Mezz Mezzrow), Gene Krupa, “Muggsy” Spanier, Jimmy McPartland, Jess Stacy – e um menino de calças curtas que tocava clarinete.
Benny Goodman tinha apenas 10 anos quando pegou no clarinete pela primeira vez. Apenas um ano depois já estava fazendo imitações de Ted Lewis por uns trocados. Aos 14 ele integrava a banda do legendário Bix Beirderbecke. Pela época dos seus 16 anos foi reconhecido como a”promessa que veio de longe” e foi convidado a integrar a banda Californiana liderada por um outro garoto de Chicago, Ben Pollack.

Goodman tocou na banda de Pollack pelos próximos quatro anos. Suas primeiras gravações foram feitas com Pollack, mas ele também gravou com sua própria banda em Chicago e Nova Iorque, de onde migraram para a costa oeste. Em 1929, quando ele estava com 20 anos, Benny se tornou um tipico freelancer, tocando em estúdios, liderando uma pequena orquestra, fazendo de si mesmo um experiente profissional.
Em 1934 ele estava experiente o bastante para a sua primeira grande ruptura. Ele ouviu que Billy Rose precisava de uma banda para seu novo Teatro-restaurante, o Music Hall, e Goodman tinha um grupo de músicos que compartilhavam seu entusiasmo pelo jazz. Eles fizeram uma audição e conseguiram o trabalho.

Depois, Benny ouviu dizer que a rádio NBC estava procurando por tres bandas para revezar no novo espetáculo chamado “Vamos Dançar”,(termo  que estava sendo associado à banda de Goodman desde então). Uma banda deveria ser suave, outra latina, e a terceira “quente”. A sua banda era “quente” o suficiente para pegar o emprego, mas não “quente” suficiente para satisfazer ele mesmo. Ele colocou Gene Krupa na bateria, Fletcher Henderson começou a escrever os arranjos  e a banda ensaiava interminavelmente para adquirir tempos precisos, conjunto e fraseado, características que os levaram a trilhar uma nova era na música americana. Havia apenas uma palavra que poderia descrever o estilo da banda adequadamente: Swing!

Após seis meses de transmissão costa à costa, a banda estava pronta para uma turnê através do país. A banda estava pronta, mas não o país. A turnê foi um desastre até o ultimo show em agosto de 1935, no Palomar Ballroom de Los Angeles. A única explicação possível para o que aconteceu lá é que “Vamos Dançar” era transmitida três horas mais cedo na costa oeste que na leste. Os jovens de Los Angeles tinham ouvido, e milhares deles foram ouvir a banda no Palomar. Eles não foram dançar: em vez disso se amontoaram em volta da banda para apenas para ouvir. Era um novo tipo de música para um novo tipo de platéia, e seu encontro no Palomar fez história.

Quando a banda tocou no Leste novamente, dois meses após o Palomar, eles se tornaram famosos. Eles tocaram por sete meses no Congress Hotel, em Chicago.
A banda tocou também no Paramount Theatre, onde eram  anunciados da manhã até a noite. Foi exaustivo para os jovens que esperaram por horas para dançar nos corredores da platéia. Foi mais exaustivo ainda para a banda: eles retornaram todas as noites ao Manhatan Room para mais Swing.
Aos 28 anos, Benny Goodman havia alcançado o que podemos chamar de  topo do sucesso. O novo programa de radio, “The Camel Caravan”, foi colocado no ar em horário nobre, e toda a nação ouvia não somente a banda mas comentário de alguns dos mais famosos e influentes críticos, incluindo Clifton Fadiman e Robert Benchley.
Mas isso não era o topo ainda. Em 16 de janeiro de 1938, Sol Hurok, o empresário com maior prestígio nos EUA, agendou a Benny Goodman Band no Carnegie Hall. Por gerações o Carnegie Hall havia sido o maior templo da arte musical, sede da New York Philarmonic e local de muitas estréias de importantes artistas (mesmo que eles já tivessem estreiado em outras milhares de salas de concerto).

Então esta não era somente uma estréia para Benny Goodman, mas para todo o jazz. Apesar de muitos outros terem se apresentado no Carnegie Hall, não houve nenhum outro concerto com tamanho impacto. Mesmo tendo feito posteriormente  sua estréia “erudita” no Carnegie alguns anos mais tarde, quando lá retornou para lançarr sua segunda carreira, como solista de orquestra sinfônicas e grupos de música de câmara.

Ele era indiscutivelmente o Rei do Swing – o título foi inventado por Gene Krupa – e reinou até sua morte em 1986, aos 77 anos. Através dos anos, ele tocou com os maiores nomes do jazz: Bix Beiderbecke, Louis Armstrong, Billie Holiday, Ella Fritzgerald, Count Basie, Mildred Bailey, Bessie Smith e incontáveis outros. Muitos que tocaram com ele como acompalhadores adquiriram fama e se tornaram lideres em suas próprias bandas, solistas, ou até mesmo atores em filmes e TV – Harry James, Ziggy Elman, Gene Krupa e Lionel Hampton para citar alguns como exemplo. Uma lista de sucessos de Benny poderia preencher um livro. De fato muitos livros foram preenchidos por seu devotado biografo Russ Connor.
Sua vigorosa carreira, extendendo-se por mais de seis décadas, teve um impacto sem precedents na música popular e e grande importancia no clarinete tanto para o jazz quanto para a música  erudita. Milhares de jovens por todo o mundo foram influenciados a tocar clarinete ao ouvir as gravações e performances de Benny Goodman, sem contar aqueles que passaram a tocar jazz depois de ouvi-lo tocar. A popularidade do formato “big band” é um outro legado deste gênio musical.

Partitura da Música Titanic (Céline Dion) Clarinete

 titanic partitura clarinete 1 titanic partitura clarinete 2

A Influência da Boquilha e do Barrilete na Entonação

Sem dúvida, a boquilha é o componente do clarinete que exerce o maior grau de variação na entonação do instrumento.Existe uma pequena variação entre o volume mínimo e máximo da boquilha, que criam faixas modais e afinação fundamental.Dr Gibson estabelece que este volume ideal é de 13,5cm3.Quando o volume da boquilha sai fora desta faixa, o instrumento tocará tendencionado ao sustenido com pequeno volume ou ao bemol com um grande volume.

A relação entre o volume e o recorte inferior é uma relação inversa que também existe no diâmetro da boquilha e na câmara da nota.Os fabricantes de boquilhas proporcionam uma variedade de tonalidades, somente utilizando-se desta equação, desenvolvendo sua própria tonalidade, porém o volume do cilindro não pode exceder a 2/3 do volume total sem comprometer a faixa modal.
boquilha clarinete  

A entonação de uma boquilha projetada corretamente pode ser compromissada pelo estiloda face que ela utiliza. Faces curtas e fechadas tendencionam o instrumento ao sustenido,enquanto que faces abertas e longas tendencionam para bemol.Este conhecimento pode ser usado para corrigir problemas inerentes de boquilhas mal projetadas.Uma boquilha com afinação baixa pode ser encurtada pelo final da sua junta, porém a característica do som irá mudar.Eu tenho obtido sucesso na correção de boquilhas que possuem afinação alta, com adição de um anel de afinação de 0,5 mm colocado do lado da junta do barrilete.Algumas irregularidades de entonação podem ser balanceadas com um barrilete correto. De fato, o barrilete pode ser considerado como parte do sistema da boquilha.No projeto dos primeiros clarinetes a boquilha e o barrilete eram peça única. Isto ficou claro para os fabricantes modernos que, caso as boquilhas quebrem, é muito mais simples trocar somente a boquilha do que o conjunto.
A separação da boquilha e do barrilete se tornou comum nos projetos em meados do século XVIII, agora no século XXI, são oferecidas aos clarinetistas inúmeras combinações de boquilhas e barriletes que fazem a cabeça entrar em parafuso.O barrilete não é mais somente um elemento de entonação, mas também de afinação.


Uma boquilha com projeto correto, normalmente requer um barrilete de 66,0 mm (Buffet R13 Bb) para a afinação de A= 440-441.Um barrilete de 67,0 ou 65,0 mm são aceitáveis.Um clarinete Buffet em A, geralmente requer um barrilete de 65,0 mm, porém 66,0 mm ou 64,0 mm também são aceitáveis.Se você precisar usar um barrilete fora destes limites o problema poderá ser: a) a boquilha, b) o clarinete ou c) a pessoa que toca.

barrilete

Os barriletes, independentemente da forma externa, podem ser classificados em duas categorias: cônicos e não cônicos.O projeto do clarinete Buffet R13 necessita de um diâmetro “bore size” de 14,95 mm com uma redução de conicidade não linear. Isto transforma a dimensão do lado da boquilha de 14,96 mm. A razão é para compensar a afinação baixa no terceiro modo (notas acima de C3, registro altíssimo) necessita de boquilhas de pequeno diâmetro tais como as que são fornecidas junto com os clarinetes Buffet.

Por muitas razões muitos músicos nos Estados Unidos preferem boquilhas similares ao projeto de Frank Kaspar. Esta boquilha de grande diâmetro acoplada a um barrilete não cônico cria dois problemas de entonação.O terceiro modo tende ao sustenido e as notas “throat tones” tendem a bemóis.Neste caso os barriletes de conicidade reversa de Hans Moennig, são bem vindos.Os barriletes de conicidade reversa são maiores no lado da boquilha.Barriletes Moennig fabricados pela Buffet possuem 14,96 mm do lado da boquilha e reduzem para 14,7 mm do lado da espiga.

barrilete madeira
A inovação de Moennig para os clarinetistas americanos não é uma idéia nova.ela já era usada pelos clarinetistas alemães anos atrás,porém nós precisávamos dar um crédito ao Sr,Moennig para a introdução do uso deste barrilete no país.
Os clarinetes profissionais utilizados em grande quantidade nos Estados Unidos até 1960 eram fabricados pela Selmer e possuíam um grande “bore size”.Depois a Buffet começou a dominar este mercado e os músicos não queriam desistir das suas boquilhas de grande diâmetro projetadas para os clarinetes Selmer.O barrilete de Moennig veio solucionar este problema.

Esta redução severa no diâmetro pela conicidade possui vários efeitos positivos. O terceiro modo não tende ao sustenido e as décimas segundas próximas à boquilha possuem orifício pequeno. As notas “throat tones” tendem ao sustenido e possui o melhor foco.O choque criado pelo degrau na junção da boquilha e do barrilete pode adicionar uma resistência favorável que incrementa a resposta e centraliza a nota.

Vídeo Bassoon & Clarinet duo (Beethoven)

Clarinete Soprano
Intérprete: Dueto, Clarinete e Fagote
Autor: Beethoven
Peça: Rondo, 2o. movimento

 

Partitura da Música Jingle Bells (Clarinete)

Partitura da Música Jingle Bells Clarinete

Especificações do Clarinete Montado

imageESPECIFICAÇÕES DO CLARINETE :
• Afinação em Si Bemol
• Corpo em ABS ou madeira
• Acabamento das Chaves NIQUELADO
• 17 Chaves
• Parafusos de Aço Inoxidável
• Sistema BOEHM
• 1 Barriletes
• 6 Anéis
• Juntas de Cortiça Natural
• Dimensões: 26cm x 37,5cm x 12cm
(AxCxL)
• Peso: 3Kg
Clarinete desmontado
Todas as peças são de encaixe. Por esse motivo o aluno deverá ter cuidado ao acoplá-las
para evitar danos às chaves.
 

Postura Correta do Clarinetista

O Aluno deve estar relaxado, pés confortavelmente separados, cabeça na posição horizontal e ombros para baixo. Tal procedimento auxilia na boa qualidade da respiração. Os braços devem se posicionar um pouco à frente do corpo. O Clarinete deve formar, em relação ao corpo do executante, um ângulo de 45 graus. Os movimentos dos dedos devem ser discretos
e leves. Se o executante movimentar os dedos descontroladamente, isto dificultará a execução no instrumento. Quando estiver tocando sentado, mantenha a mesma postura.

Ver a próxima figura:

postura clarinetePosição correta que deve ser aplicada

 postura clarinete2  Posição correta que deve ser aplicada

postura clarinete3Posição incorreta que não deve ser aplicada